'BH Tatoo' reúne 400 tatuadores na Serraria Souza Pinto

Confira a matéria do jornal Hoje em Dia sobra a convenção BH Tattoo, que traz depoimentos da tatuadora Carina Alok do Original Dragão.

BH Tattoo Convention - Carina Alok e Victor Monticelli

Para quem deseja estrear no universo das tatuagens ou acha que ainda há espaço no corpo pra mais uma, a 5ª edição do BH Tatoo, convenção internacional que acontece na Serraria Souza Pinto, pode ser o programa ideal. São 156 estandes e 400 tatuadores do Brasil, Chile, Argentina e Peru. O desenho mais singelo, como um coração ou uma estrelinha, custa a partir de R$ 60. Mas o céu é o limite quando o assunto é a arte estampada na própria pele.

“Se somar, acho que tenho mais de R$ 5 mil em tatuagens pelo corpo”, conta a body piercing Vanessa Martins Rodrigues, a Vanessa Punk. Com braços, pernas e costas tomados por 193 desenhos – a meta é chegar a 200 - que vão de caveira a personagens de desenho animado, ela é uma das candidatas ao concurso Miss Tatuagem. “É uma oportunidade de mostrar que a mulher tatuada, mesmo fora do estereótipo da sociedade, tem sua beleza”, diz.

O tatuador Ratto veio do Rio de Janeiro para a feira. “A pele é uma tela em branco, pronta para receber trabalhos de arte”, afirma ele, que tem 90% do corpo coberto por tatuagens. Nem os olhos escaparam, e o que era branco virou azul.

A tatuadora Carina Alok, que participa do BH Tatoo desde 2011, já perdeu as contas de quantas tatuagens tem. “Antes, pouca gente participava. Hoje mudou muito. O preconceito está acabando”, comemorava ela ao lado do marido, o publicitário Victor Monticelli, outro fã de tatuagens – são seis, por enquanto.

A estudante Sharon Santos, 22, gastou R$ 700 para cobrir a perna com um tigre e uma flor. “Dói demais, mas vale a pena”, contou, enquanto sofria com a agulha empunhada pelo tatuador Wallace Aguiar. Na companhia das amigas Cristina Mendes e Natália Guedes, Rebeca Rodrigues aguardava ansiosa para tatuar uma caveira na perna esquerda – ela já estampa uma na perna direita. “Será minha sexta tatuagem. A gente não consegue parar”, disse.

A expectativa dos organizadores é receber 11 mil pessoas nos três dias do evento, que começou na sexta. Mais de R$ 500 mil em negócios devem ser gerados. O ingresso custa R$ 30. Estudantes ou participantes que levam um quilo de alimento pagam meia. Neste sábado, os portões fecham às 22 horas. Mas neste domingo tem mais, quando será eleita a melhor tatuagem do evento.

Link da matéria.

#clipping #carinaalok #Eventos #BHTattoo